domingo, 27 de fevereiro de 2011

.. me perdoe.

Me perdoe se aparento ser vazia demais de uns tempos pra cá. Sei que tudo deve parecer estranho, e talvez até anormal, mas está tudo bem. Está tudo conforme o meu manual. O erro foi meu, eu deveria ter previsto isso tudo, mas acho que a sede de querer amar não permitiu. Eu não quero, não posso e não estou preparada para amar. E na verdade, eu só aparento ser vazia, pois em meu interior guardo todos as histórias, todos os meus desamores. E talvez, mas só talvez eles sejam o motivo real disso tudo. Me desculpe se seus braços me pareceram perfeitos para um refúgio, um ponto de paz. E se o seu sorriso me encantou ao ponto de jamais querer que ele desaparecesse. Mas flashes de consciência passaram por mim, e vi que era tudo fantasia. Eu sei que devo confundir, eu mesma me confundo. E por vezes acabo por demonstrar coisas, não verdadeiras. Me perdoe mais ainda, por ser egoísta ao ponto de te querer sempre por perto, mesmo sabendo que não é tão possível assim. O tempo me tornou solitária, e por enquanto, será o modo de vida que pretendo seguir. Verbalizo aqui, que nenhum dos meus sorrisos foram falsos, enquanto estava ao teu lado. Eu apenas confundi os sentimentos. Mas me perdoe, por não querer, não poder e não estar apta para amar.

4 comentários:

Marcela disse...

chorei.

Jujuba Almeidaa (: disse...

Tire arrependimento do marcador, por favor.

Eu já me enganei assim também. Vontade de amar, de ser amada... Pressa.
Não deu certo e de certa forma foi um erro sim, mas não se arrependa.
Viemos para errar, aprender e isso é a vida. Uma grande confusão, cheia de poréns e de enganos. Mas quem nunca viveu uma doce ilusão?
M., não se arrependa de coisas que, mesmo por um segundo, te fizeram sorrir.
Você errou e agora sabe que não é para fazer de novo #frasedemãe.
(x
Beijos, boa sorte para lidar com isso.
Ju#

Marta disse...

Olá, parabéns pelo seu Blog!
Estou lhe seguindo!
Visite o meu tb, siga-me e concorra a um template personalizado exclusivo!
bjos,
Marta.
http://www.martas-bgfs.com

Ravi Barros disse...

Muitas vezes nem nós mesmos sabemos a razão do medo de amar... amar é preciso, fazer oq neh...