quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Mas não ele.



Quando ela disse que o melhor era não se falarem mais, não quis dizer que ia deixar de se preocupar com ele. Pois ela se preocupa. E sabe que não deveria. Ela deveria deixar de ser a idiota que o manda engolir as palavras doces que ele escreveu. Quando na verdade, ela queria estar mais perto. Ela deveria também deixar de ser a idiota que manda felicitações à ele por qualquer motivo bom que ocorra na sua vida. Quando na verdade, ela gostaria de ser a melhor coisa da sua vida. É certo que tudo é passageiro, e que o amor dos dois, nada foi do que uma ilusão. Mas ele deveria deixar de ser o idiota que escreve palavras doces e que diz que ainda a ama. Ele deveria saber que ela nunca mais dirá as mesmas coisas a ele e que ela foi forte o suficiente para superar. Quando na verdade, ela ainda precisa de alguém ao seu lado, amando-a . Mas não ele. Não mais. Ele.

4 comentários:

Victor Pagani disse...

Isso aí! Não mais ele +1 rs Lembra um caso que aconteceu na minha família...

[]'s

Caroline Peres disse...

Ah, eu adorei!

M.A. disse...

Tem um selinho pra você lá no meu blog "cotidiano de mulherzinha".

http://cotidianodemulherzinha.blogspot.com/

beijoss

Marcela disse...

Tenho medo do tanto que me vi nessas linhas. Tenho mesmo medo.