quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

não perca tempo.

Perceba só uma coisa: não sou mais aquela que eu era com você. E insistir na esperança, é uma tremenda perda de tempo. Arrume outra coisa em que pensar, outra motivação. Eu não sirvo mais. E se você me conhecesse agora, iria dizer o mesmo. Eu sei disso. Guarde-me nas lembranças, são tudo que você pode ter de mim agora. E é uma tremenda perda de tempo se iludir, pois não volta mais. Acabou. Não que fosse minha vontade, mas eu mudei, por inteira.

Um comentário:

Nati disse...

Mudamos a cada dia, ainda bem que é pra melhor, deixamos de ser o que éramos para o nosso bem e que se dane o resto.
Beijo